FANDOM


Dragon Ball: Origins, originalmente publicado como Dragon Ball DS (ド ラ ゴ ン ボ ー ル DS, Doragon Bōru Dī Esu) no Japão, é um jogo para Nintendo DS baseado na franquia Dragon Ball. Ele foi desenvolvido pela Game Republic e publicado pela Atari e Namco Bandai sob o rótulo "Bandai". Lançado em 18 de setembro de 2008 no Japão, em 4 de novembro de 2008, na América, em 5 de dezembro de 2008 na Europa e em 16 de dezembro de 2008 na Austrália.[1][2]

Sua sequência é Dragon Ball: Origins 2, lançado em 11 de fevereiro de 2010, no Japão, em 22 de junho de 2010, na América, e em 2 de julho de 2010, na Europa.

História

O jogo cobre as duas primeiras sagas de Dragon Ball, as do Imperador Pilaf e do 21º Torneio, com algumas alterações. Por exemplo, Goku e Oolong devem se infiltrar no esconderijo da máfia Coelho para salvar Bulma, e Pilaf, que agora possui um robô gigante à sua semelhança. Ao completar certas partes da história (que é dividida em 8 episódios com 4 capítulos principais cada), o jogador pode participar de histórias paralelas, como resgatar Alexi, que acaba perdendo-se na floresta, encontrando o tesouro perdido do Rei Cutelo, trazendo Bulma à Casa do Kame para Mestre Kame, ou treinando com Kuririn.

Jogabilidade

Origins 1

Todo o jogo (excluindo as cutscenes) tem uma visão da aérea da ação dividida por dois em uma parte de cima e baixo divididas. Goku é o único personagem totalmente jogável, que é controlado com a caneta do DS. Seu objetivo é chegar ao final do local onde está, de preferência muito rapidamente. Goku tem dois modos diferentes: um onde ele ataca as mãos vazias e outro onde ele usa seu ki. Ele também aprende o Kamehameha, o Tornado! e outros durante os eventos do jogo. Ele tem um medidor de vida para indicar sua saúde e um medidor de ki para indicar quantos ataques mais ele pode fazer antes de cansar. Esse medidor se preenche com o tempo. Bulma o acompanha em vários estágios, seguindo o caminho mais básico até o fim, e fazendo o melhor para matar todos os inimigos. No entanto, ela não tem muitos dos movimentos de Goku, e às vezes você precisa criar um caminho para ela avançar com segurança. Ela tem uma vida e um medidor de ki próprio, embora o medidor de ki não esvazie com ataques normais. Porém, na maior parte, ela será controlada por IA, tocando-a quando seu medidor de ki estiver completo faz com que ela faça um ataque especial, que pode ser personalizado nas telas do menu. Se o medidor de vida de qualquer personagem estiver vazio, o jogo acabou, e Bulma viciosamente (ainda comicamente) dispara a Goku como um xingamento por deixá-la machucar ou falhar a missão, mesmo quando ela normalmente não está por perto. Em caixas de tesouro dispersas ao redor do jogo, Goku pode encontrar melhorias para aumentar os medidores de vida de ambos os personagens, aumentar o seu medidor de ki e fazer o preenchimento de Bulma ficar mais rápido. Outros personagens, como Lunch e Oolong, aparecem às vezes, mas muitas vezes apenas criam desafios para o Goku ou progridem a história, e eles não têm vida nem medidores.

Derrotar inimigos pode fazer cair deles sacos de Zeni ou esferas de habilidade. Zeni pode ser usado na loja para comprar comida, bebida, armas e figurinhas. As habilidades dão a Goku mais pontos de habilidade, que podem ser usados para atualizar ataques e personalizá-los.

Existem 200 figurinhas colecionáveis no jogo. Eles podem ser compradas na loja, encontradas em várias áreas de jogo, ou dadas como recompensas para completar missões muito rapidamente. Elas mostram os personagens fazendo várias ações do jogo, como Goku executando o Kamehameha ou o Imperador Pilaf gritando. Eles podem ser ampliados e girados em várias direções. Sobre conexão sem fio, dois proprietários do jogo podem trocar suas figurinhas.

Personagens

Chefes

Chefes Opcionais

Inimigos

Níveis

  • Capítulo 1: Monte Paozu
  • Capítulo 2: Vila Aru
  • Capítulo 3: Deserto Diablo
  • Capítulo 4: Montanha Incêdiada
  • Capítulo 5: Floresta dos Cogumelos
  • Capítulo 6: Castelo do Pilaf
  • Capítulo 7: Ilha do Treinamento
  • Capítulo 8: Torneio de Artes Marciais


Desenvolvimento

O jogo foi anunciado pela primeira vez na edição de maio de 2008 da revista V Jump. Ela revelou que o jogo seria um de plataforma, e cobria, pelo menos, o arco da história de Pilaf, com algumas das capturas de tela que demonstraram as capacidades da caneta do DS no combate e a conveniência da diferença de tela dupla, como censurar os genitais de Bulma quando ela tenta seduzir Mestre Kame para uma Esfera do Dragão, e listou uma data de lançamento em algum momento mais tarde daquele ano. Também mostrou que Bulma estaria envolvido na jogabilidade de alguma forma. A edição de junho da V Jump adicionava mais fotos demonstrando o uso da caneta realizando várias técnicas de combate corpo a corpo ou com o uso de poder de ki. O problema também confirmou o lançamento oficial japonês em 18 de setembro. A edição de julho de V Jump apresentou fotos dos vários menus, mapas e Radar do Dragão do jogo. A edição de agosto de V Jump apresentou captura de tela e arte promocional que revelou que o modo de história do jogo incluiria o arco da história do torneio e os personagens como Kuririn e Lunch. Algumas semanas depois, as agências norte-americanas e europeias de Atari emitiriam declarações de imprensa anunciando que lançariam o jogo em ambos os territórios sob o novo nome Dragon Ball: Origins, e que uma data de lançamento europeu seria em algum momento em dezembro. No início de setembro, uma demonstração jogável foi disponibilizada no Nintendo Channel para o Wii no Japão, que permaneceu disponível até 17 de setembro, onde só estava disponível via quiosques da estação DS. Em outubro, o jogo foi revelado ao público no Tokyo Game Show com instalação de stands para demonstração. Alguns dias depois, Atari emitiu uma declaração anunciando que seu trabalho em Origins estava completo e seria divulgado em toda a América em 4 de novembro.

Demo

Demos de Origins foram distribuídas tanto no Japão quanto na América através do Nintendo Channel do Wii. A demonstração americana foi um anúncio onde o jogador é ensinado técnicas fundamentais enquanto persegue Chichi. Isso culmina com uma luta contra Chichi no meio da demo, após o que ela proclama que ela vai comprar uma cópia do jogo ela mesma "na cidade".

Recepção e Vendas

O jogo vendeu 72.330 cópias sua primeira semana. Foi bem recebido pela maioria das publicações de jogos ocidentais, com uma média de 78 no Metacritic e 82% no Gamerankings.[3][4] Game Revolution também elogiou o jogo por "gráficos de DS que não foram mal feitos".[5] No entanto, o jogo não impressionou o Famitsu Weekly no Japão, o que lhe deu apenas 30 de 40.[6] Da mesma forma, a Nintendo Power dos EUA também deu ao jogo um 7/10.[7] IGN dá ao jogo 8.2, citando "A jogabilidade está bem feita, porém, um pouco repetitivo no geral".[8] É o jogo mais votado no DS com base na franquia Dragon Ball no Metacritic e GameRankings.

Além disso, o jogo tem uma alta pontuação de usuário de 8.6/10 no Metacritic.[9]

Referências

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.